http://www.paraiba.pb.gov.br/odestadual/wp-content/themes/2014/temp/ode_fullbanner_910x90.gif

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Concursados em Itabaiana ingressam na justiça contra atual prefeito; gestor impede nomeados de assinar o ponto

 Concursados em Itabaiana ingressam na justiça contra atual prefeito; gestor impede nomeados de assinar o ponto
 Cerca de 98 concursados aprovados e nomeados ainda no final do ano passado em concurso da prefeitura municipal de Itabaiana decidiram ingressar, na manhã desta segunda-feira (07), com uma ação na justiça contra a atual a gestão da cidade. É que a nova administração municipal, comandada pelo prefeito eleito Antônio Carlos, do PMDB, estaria dificultando o exercício do trabalho dos servidores que foram nomeados pela ex-prefeita Dona Dida (PSD).

“Nós fomos aprovados e nomeados e nos apresentamos para o trabalho, no entanto, quando chegamos à prefeitura, não nos é oferecida folha de ponto e nem local para trabalhar, porém estamos no nosso direito, fomos aprovados em concurso público, o processo foi legal e agora o novo prefeito quer boicotar o exercício do nosso trabalho”, lamentou uma das concursadas que preferiu não se identificar com receio de represálias.

Outro concursado, que também não quis se identificar, teme que a prefeitura ingresse com uma ação por abandono de trabalho, já que os concursados aprovados e nomeados não estão tendo como comprovar a assiduidade na função para que foram nomeados.

Para fazer valer o direito e não serem prejudicados com futuras exonerações, os concursados se uniram e acionaram nesta manhã a administração na justiça da cidade. Eles temem serem prejudicados por picuinhas políticas.

“Constitucionalmente não há ilegalidade nas nomeações porque a ex-prefeita não era candidata em 2012 e, portanto, podia nos nomear”, alegou outro concursado.

O prefeito da cidade também já ingressou com uma ação na justiça com um pedido de anulação do concurso. O peemedebista alega má fé da antiga gestora Dona Dida (PSD), ao mesmo tempo em que afirma que convocará os concursados, já que o concurso é prorrogável por mais dois anos.


PB Agora  

0 comentários:

Postar um comentário